sábado, 10 de janeiro de 2009

Tentando..

Tava que nao conseguia nem mais me olhar no espelho.
Com vergonha de mim mesmo! Com vontade de nao ser mais eu ! Com vontade de voltar.. com vontade de fazer tanta coisa diferente, mas me recolhi a minha insignificancia e me fechei num mundinho mediocre, onde o meu companheiro foi o meu travesseiro!
Chorei, senti uma dor terrivel, me vi na escuridão, me senti sozinha...
Mas percebi que nao adianta nada.. Nao adianta me fechar no meu canto. A vida continua. As pessoas continuam vivendo, o mundo continua girando.. mas não é ao meu redor..
E mais uma vez tento me reerguer, me sustentar na esperança de dias melhores, nos olhares, nos sorrisos das pessoas que estao ao meu redor, nos momentos que sinto Deus perto de mim..
Um novo ano se inicia e os planos sao muitos. Mas decidi que preciso viver um dia de cada vez.. deixar de ter medo do novo, me arriscar a mudar a rotina da minha vida, não deixar que o dia a dia me afaste das pessoas mais queridas, que eu possa sem medo dizer que AMO, sem medo de má interpretação, que tenha mais coragem para abraçar aquilo que Deus tem pra mim, saber que existem olhares que precisam ser notados, que me olham com predileção e que me diz que eu posso e consigo seguir em frente..
O ano começa, mas eu sempre me pego pensando na vida que eu deixei pra trás e como sempre agoniada com que as mudanças começem logo a acontecer na minha vida...

Um novo dia já nasceu.

É bom sentir os pés no chão

E saber que ainda estás aqui.

Com minhas mãos eu toco o céu, enquanto elevo o coração,

E posso dizer: sou livre sim!
(Rosa de Saron)

4 comentários:

Monique Lôbo disse...

Oi Sarinha, o novo sempre da um medo, mas continue com essa coragem e essa esperança que tudo vai dar super certo.Também sinto uma ansiedade pra que as mudanças aconteçam logo, pratudo comece a acontecer e pra que dê tudo certo!

Bjãoo

Sammyra Santana disse...

Gemeaa, tenha medo do novo não! Sabe a história da vaquinha? vou contar:
A família tinha uma vaquinha e sobrevivia do leite que ela dava. Todos se acomodaram a essa vida medíocre, se acostumaram apenas com o leite da vaquinha. nada prosperava.
um dia chegou um sábio naquela casa e todos pediram um conselho para que prosperassem. o conselho do sábio foi: joga a vaquinha do penhasco!
ficaram apavorados, com medo do q podia acontecer! será q iam morrer de fome? mas assim fizeram.
sem a vaquinha, puseram-se a batalhar empregos, estudar, conviver com outras pessoas, conhecer novas pessoas e aí tudo começou a engrenar! =D
eu joguei minha vaquinha no penhasco em abril de 2008! em julho já começava a ver minha vida engrenar! e assim está sendo! já dei vários saltos e sei que preciso dar ainda outros tantos!
se juega, amiga linda! coisas maravilhosas estão reservadas pra ti, em todos os aspectos da tua vida! acredite!
Beijo bem grande, grande, grande!

ps.: o postal nem chegou... =( Mas tô na espera ainda! =)

Déborah disse...

é não conseguimos seguir sem passar no que passou!
sei lá, a gente tem medo do desconhecido, do novo, do que está por vir...
o passado é base, para nosso futuro, com eles aprendemos a não repetir os mesmos erros!


Beijooooos!

Quase Trinta disse...

Sei bem como é isso... e por uns 3 anos passei a virada do ano sozinha, chorando, com medo e sem coragem de olhar no espelho.
Esse ano não, resolvi encarar meus medos, eles continuam existindo, mas agora eu mando neles e não são mais eles que controlam minha vida...

beijos e força