domingo, 7 de fevereiro de 2010

????

Fui visitar uns amigos que foram vitimas de um sequestro relampago nesse final de semana!
A história foi bizarra! O aprendiz de bandido, arma na cabeça, troca da vida por R$300 (éé, o mongol pediu isso de dinheiro), a pressão psicologica, a arma descarregada.
Mas ainda bem que meus amigos estão bem ! O susto passou, eles riem da história, mas fica o alerta !
Só de pensar que podia ter acontecido algo muito pior com eles.. Putz !
Me fez pensar sobre o meu estágio! Lido com adolescentes em conflito com a lei, que estavam armados, que não ligam nenhum pouco pra leis e tudo! Alguns tem certeza que não adianta nada passar por tudo ! Se tiver na mesma situação, farão novamente, sem um pingo de culpa!
Já estava a algum tempo achando meu trabalho inutil: faço o adolescente refletir sobre o fato, explico o que vai acontecer com ele, tento alertar sobre o que rolou, escuto pais e meninos que cometeram o ato a tempos atras e agora que estão começando a cumprir  a medida!
Que provavelmente amanhã serão adultos que continuaram a cometer crimes.. E que pode ser que aconteça alguma coisa, pode ser que não. Que matam, que roubam, que fazem essa pressão psicologica, que fazem mal !
Desacredito que a medida possa ser eficaz para o adolescente !
E como eu posso continuar fazendo meu trabalho, se eu duvido da eficácia das medidas?



Nunca é tão fácil perder-se como quando se julga conhecer o caminho."(Provérbio chinês)

4 comentários:

Tay disse...

Sarinha lidar cm adolescentes é mt complicado!
e se ja nao ta feliz,o caminho é procurar outro!
um grande bj

Rays's disse...

Caraks que barra hein. Mas pow, para de pensar negativo, sei vc é a melhor em convencer o outro! Sou prova viva disso! hehe

Sariiiinha, seu blog é lindo demaaais. Vey eu nao consigo mexer nisso direito ...rs me ajuda! :)

Déia disse...

Linda,

Entendo seu conflito!!

Eu ja sofri um sequestro relãmpago tb e revi toda minha vida em um segundo, mudei meus horários, meus hábitos, meus valores...

Eu tb trabalhava com menores em situação de risco e confesso.. são poucos que mudam de vida, pois a sociedade não da chance, eles precisam de coisas bem mais primárias...
E seus valores são muito diferentes dos nossos...

Dificil eu ter algo bom pra lhe dizer!

bj

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Bah, estou de regime...