sábado, 10 de julho de 2010

Felizes para sempre ??

'Porque finalmente compreendi o que o verdadeiro 
amor realmente significa. 
 [...] pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, 
não importa quão dolorosa seja sua escolha.'
 

Descobri que finais felizes também não acontece nos livros cuja estória tem tudo pra ter aquele "e viveram felizes para sempre"
Descobri que não precisa estar junto para amar..O amor vai além disso!
Descobri que os opostos se atraem.. mas será que isso é suficiente em uma relaçao ?! E os projetos comuns, gostos comuns... ?
O principe encantado existe.. Mas ele não é perfeito. Tem defeitos a serem lapidados...
As vezes, ficamos presos em contos de fadas, em histórias, em desejos de finais felizes.. E esquecemos que existem pessoas de carne e osso ao nosso lado, que podem nos proporcionar sentimentos reais.. Sentimentos ruim ou bons, nao importa ! O importante é que esses sentimentos podem e precisam ser vivenciados.
Viver em conto de fadas, em histórias que desejamos demais que sejam reais.. esquecendo que existem pessoas além das aparencias. Existem pessoas sendo construida, reais... Por isso que nos frustramos com as pessoas que encontramos no meio do caminho.. Porque vivemos da ilusão da perfeição que aparenta externamente...!
Porque vivemos da ilusão de que precisamos do conto de fadas, do final feliz...

ps: inspirado em "Querido John"

5 comentários:

Glau Ribeiro disse...

Então Sarita, não acredito mais em muita coisa. Príncipe, não existe. Final feliz não dura pra sempre. A gente tem altos e baixos e o amor também. Ainda acredito que o amor exista. Com altos e baixos. E não acredito que para ser feliz eu tenha que casar e ter filhos. A felicidade não é mascarada. E ela vai ter a forma que cada um quiser que ela tenha. E cada dia menos eu vejo que o convencional é o que vai me trazer a felicidade. Não vai. Porque a felicidade já mora aqui. Só se esconde ou vai passear, as vezes.

Tay disse...

Ai Sarinha,eu precisava ler isso td ai,até mesmo pra eu cair na real que as pessoas podem ser lapidadas.
bj e saudades!

Fernanda Ferreira disse...

Desde que nos entendermos por gente, nos ensinam as pessoas a desejar e aspirar aquilo que está longe de nós, aquilo que não nos pertence. E os contos de fadas alimentam tudo isso.
Pertencemos a um povo constantemente insatisfeito: quem tem cabelo liso quer ter cabelo enrolado, e quem tem enrolado quer o liso. E nunca nada está bom.
Mas afinal: essa inconformação com a realidade é ruim? Não! Ruim é o modo com o que nos lidamos com ela. Em vez de trabalharmos duro na construção da mudança daquilo que não é bom, conformamos em sonhar e ler contos de fadas.
Sonhos são importantes, mas infrutíferos sem ação.
Adorei a postagem, Sarinha!
Grande beijo!

Carol disse...

Acredito que devemos querer sempre o melhor pra nós, mas precisamos lembrar também que a pessoa perfeita não existe, ter sempre em mente que somos seres humanos errantes, mas que o amor mesmo estando em extinção ainda insiste em permanecer vivo em alguns corações.

Beijos

Yasmin c.k. disse...

Uau! Que texto, quantas verdades, é difícil encontrar alguém que pense desta forma, acho que sempre viveram idealizando as pessoas, as relações e até mesmo os sentimentos, enquanto não decidirem viver o real, ver os dois lados, não serão felizes. Muito bom o texto, ótimo.