domingo, 14 de setembro de 2008

Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria..

Os acontecimentos dos ultimos tempo tem me feito pensar no valor que cada um tem na minha vida!
Cada um entra na nossa vida de uma forma, permanece (ou nao) e sai com uma facilidade!
Antes eu ficava super chatiada com as pessoas que permaneciam na minha vida, mas nao agiam da maneira como eu esperava delas. Aquela famoso: 'eu dou, mas quero em troca'
Hoje, acho que já amadurecii um pouco e sei que cada um tem uma maneira diferente, age de maneira diferente... E nessa infinidade de jeitos, de caras, de sorrisos é que me encontro com pessoas verdadeiras, ou não!
E amo. Com toda autoridade da palavra.. Mesmo nao sabendo o real valor dela, mas tenho autoridade de dizer que amo as pessoas que estão na minha vida.
E dar valor as pessoas que estao ao nosso redor!
Dar sem querer receber em troca..
Uma vez assitir num video do querido padre Fábio de melo..
O amor chega no apice quando voce ama aquele que nao te ama.. e nao quer nada em troca. Ama e pronto.
Percebi nesse final de semana, que preciso estar mais em contato com aqueles que me amam tambem.. Minha familia, meus amigos...
Pq hoje eles estão aquii. Amanhã podem nao estar!
Dar valor em cada compania.. Em cada gesto, em cada sorriso..
Porque cada um que passa é especial.. E amar no seu jeito..



Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.


Oscar Wilde

5 comentários:

Quase Trinta disse...

O segredo é não criar expectativas... e isso é dificil.
Mas amigos são sempre tudo de bom... pena q nem todos vem pra ficar, mas sempre aprendemos muito com eles

Áries disse...

Nossa, que post lindo e verdadeiro!!!
As pessoas são realmente muito diferentes umas das outras.
Forma diferente, sorriso diferente,olhar diferente, opinião diferente...
Mas todos em busca da tal FELICIDADE e PAZ.
Isso acho que todos temos em comum.
Sou do tipo que dou valor a quem me dá valor, gosto de quem gosta de mim, se me pisam, me machucam eu simplesmente ignoro.
A vida é maravilhosa, mas como dizem: rapadura é doce mas não é mole não.
Acho que de tanto sofrer aprendi a ser assim, tipo ( só vou gostar de quem gosta de mim ) entende?
Mas é isso aí.
Seria terrível e sem graça se todos fossem iguais, já imaginou?
É com as diferenças que aprendemos cada vez mais, a cada dia e descobrimos pessoas incríveis e de bom coração.
Bjinhos e boa semana.

Cyntia Taborda ") disse...

esse post parece bem comigoo...
=)

;**

Sammyra Santana disse...

gêmeaaaaaa, nós estamos entrando na "amadurescência"! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

e como dói amadurecer, né? arfe!

Desejo que os teus melhores sonhos se tornem reais, assim como o meu se tornou!

Beijo beeeem gigante!

Ni ... disse...

Vc expõe suas idéias de uma maneira muito gostosa...
Parabéns dona moça!!

Beijo